Projetos de Pesquisa

Lista de Projetos de Pesquisa Desenvolvidos por docentes do Curso de Engenharia da Computação da UFMA

 

Robótica Educacional como ferramenta para transcender a educação no Maranhão
Paulo Rogério de Almeida Ribeiro (Coordenador)
Financiamento: FAPEMA

Robótica Educacional no Maranhão: consolidação da Robótica no Liceu Maranhense
Paulo Rogério de Almeida Ribeiro (Coordenador)
Financiamento: CNPq

Sistema Inteligente para o Balanceamento de Cargas em Microrredes Isoladas
Shigeaki Leite de Lima (Coordenador)
Financiamento: CNPq

Análise de Imagens Térmicas para o Diagnóstico de Falhas em Transformadores de Potência
Shigeaki Leite de Lima (Coordenador)
Financiamento: FAPEMA

Sistema Inteligente para o Balanceamento de Cargas de Unidades Consumidoras Residenciais das Microrredes Isoladas com Fontes Renováveis
Shigeaki Leite de Lima (Coordenador)
Financiamento: FAPEMA

Gerenciamento Autônomo de Protocolos de Transporte de um Middleware Publish/Subscribe em Ambientes Dinâmicos de Larga Escala
Rafael Fernandes Lopes (Coordenador)
Financiamento: FAPEMA

Desenvolvimento de um Escalonador Fuzzy para Redes LTE (Long Term Evolution) com Restrções de QoS
Rafael Fernandes Lopes (Coordenador)
Financiamento: FAPEMA

Monitoramento Ubíquo de Pacientes Portadores de Doenças Crônicas
Rafael Fernandes Lopes (Participante)
Financiamento: FAPEMA

Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Internet do Futuro
Davi Viana dos Santos (Participante)
Rafael Fernandes Lopes (Participante)
Financiamento: CNPq

Meta-Aprendizado e Análise de Data Streams
Bruno Feres de Souza (Participante)
Financiamento: CAPES

Eletrodos a Base de Compósitos de Nanomateriais (Nanotubos de Carbono, Nanofibras, SBA-15) como Sensores para Determinação de Metais e outras Espécies em Combustíveis NANOPET
Alex Oliveira Barradas Filho (Participante)
Financiamento: FINEP

Sistema de visão computacional para controle de cadeiras de rodas
Wener Borges de Sampaio (Coordenador)
Financiamento: FAPEMA

Resumo: As tetraplegias ocorrem quando as vias motoras e sensitivas que percorrem a medula espinhal em direção à periferia, e vice-versa, são interrompidas no nível da coluna cervical, entre a primeira e a sétima vértebras cervicais ou em virtude de algumas doenças neurológicas. O que acomete um paciente ao uso de cadeiras de rodas para sua locomoção.
Para melhorar a qualidade de vida de cadeirantes, dando-lhes uma maior autonomia, existe no mercado atual vários modelos de cadeiras de rodas motorizadas. No entanto, qualquer indivíduo portador de uma tetraplegia torna-se incapaz de guiar tais cadeiras, pelo fato de geralmente as mesmas serem guiadas por manches ou joysticks, ou seja, é necessário o movimento das mãos, impossibilitando seu uso. O mercado nacional atual de cadeiras de rodas elétricas possui produtos com os mais variados preços. Cadeiras elétricas básicas são vendidas nos sites especializados por valores que vão de R$ 9.000,00 até R$ 15.000,00. Valores esses que não são acessíveis a todos os cadeirantes.
Este projeto tem por finalidade desenvolver uma ferramenta baseada em processamento de imagens, visão computacional, computação gráfica, aprendizado de máquinas, reconhecimento de padrões, automação e eletrônica que seja capaz de auxiliar um cadeirante com tetraplegia a guiar uma cadeira de rodas motorizadas, utilizando-se comandos gerados por padrões de movimentos da cabeça, voz e e/ou expressões da face.

Esta ferramenta possibilitará a reinserção no mercado de trabalho, retorno aos estudos, sua reinclusão social. Sua aplicação é de fundamental importância no deslocamento de pessoas com paralisias crônicas, advindas de acidentes, distrofas musculares e doenças degenerativas congênitas, bem como em pós-operatório de pacientes com graves enfermidades.

PublicaUFMA: Plataforma Integrada de Gerenciamento de Pesquisa
Vandecia Rejane Monteiro Fernandes (Coordenadora)

Tecnologias da Informação no Apoio à Gestão Publica no Estado do Maranhão
Vandecia Rejane Monteiro Fernandes (Coordenadora)

Ambiente Virtual com Interação Baseada em Gestos para Treinamento de Operadores
Vandecia Rejane Monteiro Fernandes (Coordenadora)

Tecnologias para Gestão do Conhecimento e Aprendizagem Organizacional como Facilitadores de Inovação em Processos de Software
Davi Viana dos Santos (Participante)
Financiamento: FAPEAM

Resumo: No núcleo das habilidades de uma organização para manter a sua vantagem competitiva e inovar está o conhecimento que ela consegue deter e sua capacidade em criar, utilizar e aprender esse conhecimento. As atividades da indústria de software são usualmente intensivas em conhecimento, o que implica na necessidade de existir atividades para Gestão do Conhecimento (GC) e Aprendizagem Organizacional (AO), relativas a todo o ciclo de criação de software. Tanto GC quanto AO são fundamentais para promover a inovação em processos de desenvolvimento de software. Entretanto, uma recente revisão sistemática da literatura mostrou que: i) a engenharia do software tem sido predominantemente dirigida ao armazenamento e recuperação de conhecimento, ignorando assim aspectos importantes, tais como a criação, transferência e aprendizagem de conhecimento; ii) a busca por agilidade em seus processos de software e o consequente investimento no desenvolvimento ágil de software tem focado principalmente em atividades que exploram e são dirigidas ao conhecimento tácito, enquanto que o desenvolvimento tradicional de software, usualmente aplicado na construção de sistemas em larga escala, tem se concentrado principalmente em atividades de GC explícito; e iii) nenhuma compreensão detalhada sobre que fatores podem levar ao sucesso da GC e AO nas organizações de software foi apresentada até o momento. Portanto, os principais objetivos desta colaboração nacional e internacional são: 1) relacionado à Pesquisa – propor e avaliar experimentalmente tecnologias (técnicas, métodos, processos e ferramentas) para facilitar a adoção de GC e AO na indústria de software, assim como uma teoria de compartilhamento do conhecimento para auxiliar a melhoria de processos de desenvolvimento de software. Essas tecnologias serão propostas em colaboração com pesquisadores de duas instituições brasileiras (UFRJ e UNIRIO) e com uma instituição de pesquisa sueca (Blekinge Institute of Technology (BTH)); 2) relacionado à Capacitação – permitir o intercâmbio de jovens pesquisadores e estudantes de doutorado com grupos de Pesquisa com pesquisadores com expertise em melhoria de processo de software e GC, fortalecendo um jovem grupo de pesquisa local, além da organização de atividades locais com a participação de graduandos, pesquisadores e profissionais da indústria visando à disseminação das práticas da GC e AO na engenharia do software resultantes neste projeto; 3) relacionado à Inovação apoiar a inovação em melhoria de processo de software através da transferência para indústria das novas tecnologias para GC e AO propostas.